Artigo 3 do Decreto Lei nº 1.494 de 07 de Dezembro de 1976

Decreto Lei nº 1.494 de 07 de Dezembro de 1976

Regula a retenção do imposto de renda na fonte incidente sobre rendimentos obtidos em aplicações financeiras e dá outras providêcias.
Art 3º - Serão tributados na cédula B da declaração de rendimentos das pessoas físicas os ganhos auferidos em operações financeiras de aquisição e subsequente transferência ou resgate, a curto prazo de títulos ou valores mobiliários.
(Vide Decreto-lei nº 2.027, de 1983)
(Revogado pelo Decreto nº 2.394, de 22.12.1987)
§ 1º - O imposto de renda incidente na fonte sobre os rendimentos dos títulos ou valores referidos neste artigo não poderá ser compensado com o imposto apurado na declaração de rendimentos.
(Revogado pelo Decreto nº 2.394, de 22.12.1987)
§ 2º - O Conselho Monetário Nacional definirá as operações financeiras consideradas de curto prazo.
(Revogado pelo Decreto nº 2.394, de 22.12.1987)
§ 3º - O Ministro da Fazenda poderá especificar os tipos de operações financeiras compreendidas nas disposições deste artigo, bem como baixar outras normas complementares que se façam necessárias.
(Revogado pelo Decreto nº 2.394, de 22.12.1987)
§ 4º - Os rendimentos de que trata este artigo ficam sujeitos à incidência do imposto de renda na fonte a alíquota de 10% (dez por cento), como antecipação do devido na declaração de rendimentos. (Incluído pelo decreto Lei nº 1.642, de 7.12.1978)
(Parágrafo revogado pelo Decreto Lei nº 2.027, de 10.6.1983)
§ 5º - O imposto referido no parágrafo anterior será retido pela pessoa jurídica que pagar ou creditar os rendimentos, para recolhimento no prazo de 10 (dez) dias, contados da data do pagamento ou crédito, devendo ser anotado, no comprovante da aplicação, o valor do imposto retido. (Incluído pelo decreto Lei nº 1.642, de 7.12.1978)
(Parágrafo revogado pelo Decreto Lei nº 2.027, de 10.6.1983)
§ 6º - O Secretário da Receita Federal baixará normas, dispondo sobre a padronização de formulários a serem preenchidos pelas fontes pagadoras. (Incluído pelo decreto Lei nº 1.642, de 7.12.1978)
(Parágrafo revogado pelo Decreto Lei nº 2.027, de 10.6.1983)

Página 5938 do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de 5 de Abril de 2021

(dois) anos, requisito não observado pelo autor, consoante comprovado no laudo pericial. 4. Os incentivos fiscais constituem mecanismo de estímulo a determinada atividade, indústria ou setor, em…

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL : REsp 0038369-08.1999.4.02.0000 RJ 2013/0375344-9

RECURSO ESPECIAL Nº 1.426.889 - RJ (2013/0375344-9) RELATOR : MINISTRO HUMBERTO MARTINS RECORRENTE : FAZENDA NACIONAL ADVOGADO : PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL RECORRIDO : OSWALDO MONTEIRO …

Página 3554 do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de 14 de Maio de 2015

A relação, acostada pelo Autor, de bancos e créditos oriundos de diversos serviços que prestou, não é suficiente para rebater a afirmação de que deixou o mesmo de declarar os valores constantes do…

Página 1684 da Judicial I - TRF do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) de 10 de Abril de 2015

conhece do recurso. 2. As quantias percebidas a título de correção monetária, instrumento jurídico-econômico que visa tão somente manter o valor da moeda em função da corrosão causada pelo decurso de…

Página 10 da Judicial - TRF do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) de 25 de Junho de 2013

IV - APELACAO CIVEL 1997.51.01.089380-2 Nº CNJ :0089380-70.1997.4.02.5101 RELATOR :DESEMBARGADOR FEDERAL VICEPRESIDENTE APELANTE :UNIAO FEDERAL / FAZENDA NACIONAL APELADO :JUPITER ASSESSORIA…

Página 11 da Judicial - TRF do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) de 25 de Junho de 2013

apresentar todos os documentos que julgou pertinentes para justificar o acréscimo patrimonial, tendo o Fisco, juntado os documentos apresentados pelo próprio contribuinte. Afirma que o ônus da prova…

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO ESPECIAL : AgRg no REsp 1234818 SP 2011/0024247-3

AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 1.234.818 - SP (2011/0024247-3) RELATOR : MINISTRO HUMBERTO MARTINS AGRAVANTE : FAZENDA NACIONAL ADVOGADO : PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL AGRAVADO : HSBC BANK…

Tribunal Regional Federal da 2ª Região TRF-2 - APELAÇÃO CIVEL : AC 199902010383697 RJ 1999.02.01.038369-7

IV - APELACAO CIVEL 207915 1999.02.01.038369-7 1 RELATOR : DESEMBARGADOR FEDERAL ALBERTO NOGUEIRA APELANTE : OSWALDO MONTEIRO RAMOS ADVOGADO : ORLANDO LUCAS TEIXEIRA E OUTRO APELANTE : UNIAO FEDERAL…

Decreto-lei nº 2.394, de 21 de dezembro de 1987.

Altera a legislação do Imposto de Renda incidente sobre rendimentos auferidos em operações financeiras de curto prazo e dá outras providências.

Decreto-lei nº 1.642, de 7 de dezembro de 1978.

Altera a legislação do imposto de renda das pessoas físicas.

Termo ou Assunto relacionado