Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
20 de Maio de 2024

Antecipação da Gratificação Natalina (décimo terceiro) do INSS de 2024

Publicado por Alex Santana
há 2 meses

Foi publicado no dia 13/03/2024, o Decreto 11.947/2024, que dispõe sobre a antecipação do abono anual (também conhecido como décimo terceiro salário ou gratificação natalina) devida aos segurados da Previdência Social.

Neste ano de 2024, ela será paga em duas parcelas nos meses de abril e maio

Segue a íntegra do decreto publicado hoje:

DECRETO Nº 11.947, DE 12 DE MARÇO DE 2024 Dispõe sobre a antecipação do abono anual devido aos segurados e dependentes da Previdência Social no ano de 2024.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista o disposto no art. 40 da Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991,

DECRETA:

Art. 1º O pagamento do abono anual, de que trata o art. 40 da Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, devido aos segurados e aos dependentes da Previdência Social que, durante o ano de 2024, tenham recebido auxílio por incapacidade temporária, auxílio-acidente, aposentadoria, pensão por morte ou auxílio-reclusão será efetuado neste ano, excepcionalmente, em duas parcelas, da seguinte forma:

I - a primeira parcela corresponderá a cinquenta por cento sobre o valor do benefício devido no mês de abril e será paga juntamente com os benefícios dessa competência; e

II - a segunda parcela corresponderá à diferença entre o valor total do abono anual e o valor da parcela antecipada e será paga juntamente com os benefícios da competência do mês de maio.

Art. 2º Na hipótese de cessação programada do benefício antes de 31 de dezembro de 2024, será pago o valor proporcional do abono anual ao beneficiário.

Parágrafo único. O encontro de contas entre o valor pago ao beneficiário e o valor efetivamente devido será realizado nas seguintes hipóteses:

I - a cessação do benefício ocorrer antes da data programada, quando se tratar de benefícios temporários; ou

II - a cessação do benefício ocorrer antes de 31 de dezembro de 2024, quando se tratar de benefícios permanentes.

Art. 3º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 12 de março de 2024; 203º da Independência e 136º da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA Carlos Roberto Lupi

https://meloesantana.jur.adv.br

  • Publicações11
  • Seguidores0
Detalhes da publicação
  • Tipo do documentoNotícia
  • Visualizações858
De onde vêm as informações do Jusbrasil?
Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/noticias/antecipacao-da-gratificacao-natalina-decimo-terceiro-do-inss-de-2024/2230185849

Informações relacionadas

Daher Advogados  , Advogado
Notíciashá 2 meses

Celular roubado? Bancos devem proteger clientes de transações suspeitas, decide STJ

Andre Lucas Santana Juliano , Advogado
Artigoshá 2 meses

Possibilidade de aplicação de multa por conduta reiteradamente de inadimplência do condômino

Rafael Bueno, Advogado
Artigoshá 2 meses

O que fazer quando tem empréstimo consignado indevido em meu nome?

Demissão de empregado com doença grave gera dever de indenizar

Wander Fernandes, Advogado
Artigoshá 2 meses

Mesmo com DNA negativo, homem pagará pensão até fim de ação negatória de paternidade

2 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Embora seja chamado de Gratificação Natalina, há textos comprovando que o 13º é, na realidade um valor que é deixado de ser pago durante o ano, considerando que cada mês tem 4 semanas. O que poderiam explicar sobre isso? Logicamente que deve ser pago, mas não é "a mais", tá certo? continuar lendo

Certíssimo, correto. Não é 13º, q implicaria num salário a mais e não é. Merece mais informações esclarecedoras. continuar lendo