Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
24 de Maio de 2024

Nova lei trabalhista - Principais mudanças para o trabalhador

Publicado por Jucineia Prussak
há 6 anos


Por Vólia Bomfim, professora da LFG, doutora em Direito e desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região/RJ.

Mudanças da lei que impactam o trabalhador

"Veja a seguir alguns pontos citados pela desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região/RJ, que impactam no dia a dia dos trabalhadores com a aplicação da nova lei trabalhista.

1- Fim da contribuição sindical obrigatória

Para Vólia, o fim da homologação sindical e da contribuição sindical compulsória é um dos avanços da nova lei trabalhista. Antes, a cobrança sindical era obrigatória, mesmo que o trabalhador não fosse filiado a nenhum sindicato.

A partir de 2018, o desconto anual feito pelas empresas na folha de pagamento do mês de março será efetuado apenas aos que quiserem dar a contribuição.

2- Prática do contrato intermitente

Não estava previsto na CLT antiga e passa a ser praticado a partir de agora pelas empresas. O contrato de trabalho intermitente é destinado ao trabalhador que alterna períodos de inatividade e atividade.

Nesse caso, ele recebe apenas quando trabalha e não fica à disposição do patrão. O modelo também é chamado de “contrato-zero”, pois o empregado é contratado para não trabalhar até que seja convocado.

3- Teletrabalho/home office

A modalidade passa a ser prevista na nova lei trabalhista. O teletrabalhador é o funcionário que executa seus serviços preponderantemente fora do estabelecimento do empregador, por meio da informática ou da telemática.

Foi acrescido o inciso III ao artigo 62 da CLT para excluir esse trabalhador do capítulo “Da Duração do Trabalho”, o que significa que ele não terá direito às horas extras, noturnas, aos intervalos intrajornadas ou interjornadas.

Mesmo que sejam monitorados, controlados, fiscalizados e trabalham em jornadas extenuantes, os funcionários em regime de home office não receberão horas extras, informa a professora Vólia.

4- Férias fracionadas

Antes, os 30 dias de férias por ano podiam ser divididos em até duas vezes, sendo que o menor período era de, no mínimo, dez dias.

O artigo 134, no parágrafo 1º da CLT, modificado pela Reforma Trabalhista, autoriza o fracionamento em até três períodos o gozo das férias, desde que o empregado concorde. Logo, o fracionamento depende de sua autorização.

5- Jornada de trabalho e banco de horas

A jornada continua a mesma, conforme estabelece a Constituição Federal. Isso é, a jornada diária é de oito horas, limitadas a 44 horas semanais.

A novidade trazida pela lei 13.467/17 diz respeito às formas de ajuste da compensação da jornada. A partir da sua vigência, será possível ajuste individual entre patrão e empregado para o banco de horas, desde que compensado no semestre.

A MP 808/17 alterou o artigo 59-A da CLT, acrescido pela lei 13.467/17, para autorizar a compensação pelo sistema 12x36, mas, só por norma coletiva. Também foi admitido o acordo tácito, desde que a compensação ocorra dentro do mês.

6- Processo de demissão

Em caso de demissão sem justa causa, o trabalhador tem direito às verbas rescisórias, como a multa de 40% sobre o FGTS, além do seguro-desemprego.

A nova lei mantém esses direitos para essas situações e criou a rescisão de comum acordo.

Pelo sistema, o trabalhador pode sacar 80% do FGTS, acrescido da multa e receber metade do aviso prévio se for indenizado. Porém, não tem direito ao seguro-desemprego.

7- Rescisão contratual

Pela antiga lei, a homologação da rescisão contratual de trabalhador com mais de 12 meses de emprego tinha que ser feita em sindicatos.

Agora, a rescisão poderá ser na empresa, na presença dos advogados do patrão e do funcionário, que pode contar com assistência do sindicato.

8- Local de trabalho para grávidas

A MP 808 de 14.11.17 corrigiu algumas injustiças praticadas pela lei 13.467/17, como, por exemplo, o trabalho da grávida. Antes, ela poderia trabalhar em local insalubre, salvo se o médico recomendasse seu afastamento.

Agora, a grávida será afastada de qualquer ambiente insalubre. Ela só poderá retornar para o local de insalubridade média ou mínima se o médico de sua escolha expressamente autorizar.

Também foi revogado o inciso XIII do artigo 611-A e modificado o inciso XII do mesmo artigo. A partir da Medida Provisória, a norma coletiva só poderá alterar o grau de insalubridade ou autorizar a prorrogação do trabalho insalubre se isso não violar normas de medicina e segurança do trabalho.

Quanto ao dano moral, foi excluído o tabelamento para os prejuízos decorrentes de morte, além de fixar outros limites.

A nova lei trabalhista promoveu outras mudanças. Citamos aqui as principais que afetam o trabalhador".

Fonte"LFG"

Minhas publicações são frequentes no Jusbrasil escolha a sua melhor forma de me acompanhar Facebook https://www.facebook.com/AdvogadaJucineiaPrussak/?ref=bookmarks

Dicas nos meus E-books. Principais mudanças e inovações do Código de Processo Civil.

http://advogadoonlineemfoco.com.br/combo-ebooks-inovacoes-novocpc-pagvendas/?ref=U5076626H&_ga=2...

  • Sobre o autorAdvogada
  • Publicações359
  • Seguidores2471
Detalhes da publicação
  • Tipo do documentoNotícia
  • Visualizações100701
De onde vêm as informações do Jusbrasil?
Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/noticias/nova-lei-trabalhista-principais-mudancas-para-o-trabalhador/535322071

Informações relacionadas

Fabiano Caetano, Advogado
Artigoshá 7 anos

Reforma Trabalhista (Nova CLT): O que muda para o trabalhador e empregador? Quais foram as principais mudanças?

Galvão & Silva Advocacia, Advogado
Artigoshá 3 anos

Os Tipos de Aposentadoria

Questões Inteligentes Oab, Agente Publicitário
Notíciashá 7 anos

Reforma trabalhista é aprovada no Senado; confira o que muda na lei

Juri Descomplica, Bacharel em Direito
Artigoshá 5 anos

Direitos trabalhistas: o que mudou com a nova reforma?

Torres e Pires
Artigoshá 7 anos

As atribuições e os limites da atuação dos Auditores Fiscais do Trabalho

17 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Queria saber se é certo? tipo o trabalhador faltar ao trabalho na segunda feira e o patrão desconta 2 dias encima dessa segunda feira por favor me falem se isso e justo? continuar lendo

Bom dia Alex!

Na verdade o desconto de 02 dias que você está questionando sobre a segunda-feira é por conta de que além da falta da segunda tem o desconto do Dsr (Descanso Semanal Remunerado) do domingo seguinte. Que é o mesmo valor da falta da segunda-feira. Independente do dia de falta ser na segunda ou em qualquer outro dia da semana, haverá o desconto também do Dsr referente ao domingo. Esse Dsr é descontado a cada semana que você faltar, seja qual for a quantidade de faltas que houver durante a semana, de segunda à sexta-feira. Caso trabalhe também aos sábados, haverá também esse desconto referente ao domingo. continuar lendo

Olá, bom dia?
Na empresa que trabalho colocaram um relógio de ponto , desses que liberam o papel.
E temos que guarda.
E caso por algum motivo, não apareça a batida do relógio, mesmo estando lá temos que assinar uma advertência.
Isso está certo? continuar lendo

Olá bom dia, minha dúvida é: uma pessoa trabalha em uma empresa e fez um ano de contrato e carteira assinada, agora eles pedi os exames de nono para renovar o contato, isso está certo, pois a assinatura da carteira não tem mais valor para o trabalhador? continuar lendo

Gostaria de saber, apos qnto tempo a empresa pode readmitir o funcionário?
Uma vez que não houve justa causa. continuar lendo