Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
22 de Fevereiro de 2024

Todas as mortes do caso Celso Daniel

Além do ex-prefeito de Santo André, assassinado em janeiro de 2002, sete homens ligados ao caso morreram

Publicado por Caio Rivas
há 7 anos

Acusado de encomendar a morte do ex-prefeito de Santo André Celso Daniel, Sérgio Gomes da Silva, o Sombra, morreu nesta terça-feira após uma longa batalha contra o câncer. Assim que a notícia veio à tona, teorias da conspiração começaram a surgir nas redes sociais levantando dúvidas sobre a causa da morte. Sombra estava internado há cinco dias e se tratava de uma grave doença – nada há de misterioso, portanto, em sua morte. Mas, como em um romance policial, o crime contra Celso Daniel foi de fato seguido por outras sete estranhas mortes que podem ter relação com o caso. Relembre-as a seguir:

1. Carlos Delmonte Printes

Todas as mortes do caso Celso Daniel


Médico legista que emitiu o laudo identificando sinais de tortura no corpo do prefeito, afirmando que Celso Daniel foi embalsamado - o que possibilitaria uma autópsia posterior - e que a real data da morte foi em 19 de janeiro. Printes foi encontrado morto em seu escritório, em outubro de 2005. A Polícia Civil concluiu que o médico cometeu suicídio por causa do fim de seu casamento, ingerindo medicamentos que interromperam sua respiração.

2. Dionísio Aquino Severo

Todas as mortes do caso Celso Daniel


Líder da quadrilha da Favela Pantanal, foi resgatado por um helicóptero do Presídio Parada Neto, em Guarulhos (SP), dois dias antes do sequestro de Celso Daniel, do qual participou. Foi preso três meses após o crime e afirmou á polícia que tinha revelações a fazer. Antes de contar o que sabia, foi encontrado morto no Presídio do Belém, em São Paulo. Aílton Freitas, um dos presos que fugiram com ele, disse em depoimento que Dionísio havia sido resgatado para cumprir a tarefa de "queima de arquivo" de um "peixe grande" e que o empresário Sérgio Gomes da Silva, o "Sombra" seria o mandante do crime.

3. Sérgio 'Orelha'

Todas as mortes do caso Celso Daniel


Escondeu Dionísio quando ele fugiu do presídio de Guarulhos. Foi morto a tiros em novembro do mesmo ano.

4. Otávio Mercier

Todas as mortes do caso Celso Daniel


Investigador da Polícia Civil que procurava Dionísio após a fuga e conversou com ele pelo telefone às vésperas do sequestro de Celso Daniel. Foi encontrado morto em casa também com marcas de tiros.

5. Antonio Palácio de Oliveira

Todas as mortes do caso Celso Daniel


Garçom que serviu o último jantar do prefeito, em uma churrascaria na região central de São Paulo, do qual Celso Daniel saía com Sombra quando foi sequestrado. Morreu ao chocar a moto contra um poste quando era perseguido por dois homens.

6. Paulo Henrique Brito

Todas as mortes do caso Celso Daniel


Testemunha do acidente do garçom, foi morto 20 dias depois.

7. Iran Moraes Redua

Todas as mortes do caso Celso Daniel


Agente funerário que reconheceu o corpo de Celso Daniel em uma estrada de terra em Juquitiba, a 78 quilômetros de São Paulo. Foi morto a tiros em novembro de 2004.


Fonte: Veja. Com

  • Sobre o autorAdvogado e Pesquisador
  • Publicações449
  • Seguidores0
Detalhes da publicação
  • Tipo do documentoNotícia
  • Visualizações33129
De onde vêm as informações do Jusbrasil?
Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/noticias/todas-as-mortes-do-caso-celso-daniel/388465468

Informações relacionadas

Canal Ciências Criminais, Estudante de Direito
Artigoshá 8 anos

Facções criminosas paulistas

Gamaliel Gonzaga Advocacia, Advogado
Notíciashá 9 anos

STF anula processo contra Sombra no caso Celso Daniel

Mensalão: entenda como funcionava o núcleo político

Carlos Guilherme Pagiola , Advogado
Notíciashá 2 anos

STJ Ago 22 - Réu Foragido Tem direito a Participar de Audiência

Canal Ciências Criminais, Estudante de Direito
Notíciashá 9 anos

Diário de um agente penitenciário: canibalismo e outros rituais na cadeia

18 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Todos nós bem sabemos quem foi ou foram os mandandes destes crimes, assim como sabemos que o Palocci só está vivo ainda por estar sob proteção da Jusitça estando preso, pois certamente ja estaria também a sete palmos! Senhores, esta quadrilha se formou nos anos 60, e de lá pra cá tentam a custo de sangue se perpetuarem no poder tocando o terror seja em quem for, ja visto os da Toga preta o que fazem sob ordens do 9 dedos!! continuar lendo

Tu tá sabendo muito. Vai trabalhar na polícia! Desvendou o caso !!! kkkkkkkkkkkkkkkkkk Até parece. continuar lendo

Querida Teresinha Mohr Winter, será que a senhora poderia me fazer o favor de ir tomar no meio do olho de seu c? Um beijo e um abraço fortíssimo querida! continuar lendo

Este caso é igual aquele do Triplex no Guarujá: Todo mundo sabe quem é o verdadeiro dono (mandante) do imóvel, mas dizem que é de um "amigo". Só lembrando que Marcos Valério continua vivo, por enquanto... continuar lendo

A morte de Celso Daniel completa 7.000 dias e até hoje não se sabe quem foi o mandante e nem o motivo dos crimes (8 cadáveres). continuar lendo

Óbvio q os mandantes foram os pilantras do PT, pq estavam roubando e iam ser delatados pelo Celso Daniel. continuar lendo

E daí? Qtos outros crimes semelhantes acontecem no país e são encerrados porque não descobrem nada? Tipo o da Marielle. Milhares ao longo dos anos. Agora a Globo tá desesperada. kkkkkkkkkkk Qual outro "documentário" de gente "muito séria" que vão fazer? Nenhum! Me poupem. continuar lendo

No Rio de Janeiro , existem 4 facções rivais que brigão entre si , Marielle , denunciava uma delas , que também é acobertada pela Justiça . continuar lendo