Artigo 171 do Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940

CP - Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940

Art. 171 - Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento:
Pena - reclusão, de um a cinco anos, e multa, de quinhentos mil réis a dez contos de réis. (Vide Lei nº 7.209, de 1984)
§ 1º - Se o criminoso é primário, e é de pequeno valor o prejuízo, o juiz pode aplicar a pena conforme o disposto no art. 155,
§ 2º.
§ 2º - Nas mesmas penas incorre quem:
Disposição de coisa alheia como própria
I - vende, permuta, dá em pagamento, em locação ou em garantia coisa alheia como própria;
Alienação ou oneração fraudulenta de coisa própria
II - vende, permuta, dá em pagamento ou em garantia coisa própria inalienável, gravada de ônus ou litigiosa, ou imóvel que prometeu vender a terceiro, mediante pagamento em prestações, silenciando sobre qualquer dessas circunstâncias;
Defraudação de penhor
III - defrauda, mediante alienação não consentida pelo credor ou por outro modo, a garantia pignoratícia, quando tem a posse do objeto empenhado;
Fraude na entrega de coisa
IV - defrauda substância, qualidade ou quantidade de coisa que deve entregar a alguém;
Fraude para recebimento de indenização ou valor de seguro
V - destrói, total ou parcialmente, ou oculta coisa própria, ou lesa o próprio corpo ou a saúde, ou agrava as conseqüências da lesão ou doença, com o intuito de haver indenização ou valor de seguro;
Fraude no pagamento por meio de cheque
VI - emite cheque, sem suficiente provisão de fundos em poder do sacado, ou lhe frustra o pagamento.
§ 3º - A pena aumenta-se de um terço, se o crime é cometido em detrimento de entidade de direito público ou de instituto de economia popular, assistência social ou beneficência.
Estelionato contra idoso
§ 4o Aplica-se a pena em dobro se o crime for cometido contra idoso. (Incluído pela Lei nº 13.228, de 2015)
§ 5º Somente se procede mediante representação, salvo se a vítima for: (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
I - a Administração Pública, direta ou indireta; (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
II - criança ou adolescente; (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
III - pessoa com deficiência mental; ou (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
IV - maior de 70 (setenta) anos de idade ou incapaz. (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
Duplicata simulada

[Criminal] Resumo do Informativo n° 691 do STJ

Informativo nº 691 Publicação: 12 de abril de 2021. TERCEIRA SEÇÃO Processo HC 610.201/SP , Rel. Min. Ribeiro Dantas, Terceira Seção, por maioria, julgado em 24/03/2021. Ramo do Direito DIREITO…
Wagner Brasil, Advogado
mês passado

Exigência de representação no crime de estelionato não retroage a ações iniciadas antes do Pacote Anticrime

Se gostar dessa notícia, siga este canal e minhas redes sociais para ter acesso a mais conteúdos sobre Direito Penal e Direito Eleitoral. Site: https://www.wagnerbrasil.adv.br/ Facebook:…

STJ: Exigência de representação no crime de estelionato não retroage a ações iniciadas antes do Pacote Anticrime.

A Terceira Seção consolidou o entendimento das turmas criminais do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ao definir que a exigência de representação da vítima como pré-requisito para a ação penal por…

Informativo de Jurisprudência nº 691, do Superior Tribunal de Justiça

Olá pessoal, Nova edição do Informativo de Jurisprudências do Superior Tribunal de Justiça no ar nesta segunda-feira, dia 12 de abril de 2021. Em matéria criminal, temos a definição de importantes…
Caroline Moura, Advogado
mês passado

Golpe do Empréstimo.

A resposta é não! Até porque, se você está pedindo dinheiro é justamente pelo fato de precisar dele, certo? Quem tem experiência em aplicar golpes pela internet, ou por qualquer outro meio, vai usar…

Recuparação Fraudulenta

RECUPERAÇÃO FRAUDULENTA E EVASÃO DE DIVISAS Aos setenta anos, abordo um assunto que sequer passava pela minha cabeça quando do início da minha carreira profissional. Tal constatação deve-se ao fato…
Wagner Brasil, Advogado
há 2 meses

Homem que fez festa com quase mil cervejas sem nada pagar é condenado por estelionato

Se gostar dessa notícia, siga este canal e minhas redes sociais para ter acesso a mais conteúdos sobre Direito Penal e Direito Eleitoral. Site: https://www.wagnerbrasil.adv.br/ Facebook:…

Homem é condenado por receber seguro-desemprego durante tempo em que esteve empregado sem registro na CTPS

de reclusão e ao pagamento de 13 dias-multa pela prática do delito tipificado no art. 171, § 3º, do Código Penal. Processo... : 0010177-40.2015.4.01.3813/MG Fonte Homem é condenado por receber …

Homem é condenado por receber seguro-desemprego durante tempo em que esteve empregado sem registro na CTPS

de reclusão e ao pagamento de 13 dias-multa pela prática do delito tipificado no art. 171 , § 3º , do Código Penal... . Processo : 0010177-40.2015.4.01.3813/MG Data do julgamento: 15/12/2020 LC …

Pacote Anticrime: a interpretação do STJ no primeiro ano de vigência da nova lei

171 do Código Penal, inserido pela Lei 13.694/2019, é norma mais benéfica em relação ao regime anterior. E, pelo caráter..., a exemplo do Código Penal (CP), do Código de Processo Penal (CPP) e da Le…